DISTÚRBIO DO SONO

O sono é um estado natural e reversível de consciência e reduzida resposta aos estímulos vindos do meio ambiente. O sono é fundamental para o bem estar e possui as funções de conservar e reestabelecer energia, consolidar a memória, melhorar a adaptação ao ambiente e outras funções do organismo.

O processo de envelhecimento  ocasiona modificações na quantidade e qualidade do sono, as quais afetam mais da metade dos adultos acima de 65 anos de idade com impacto negativo na sua qualidade de vida.

Existem vários tipos de distúrbios do sono, e para um bom diagnóstico é importante realizar uma história clínica completa, com roteiro de investigação das características.. Exames específicos como polissonografia do sono apoiam o diagnóstico com alta sensibilidade.

O envelhecimento altera a arquitetura intrínseca do sono e o ciclo circadiano que é o ritmo de distribuição de atividades biológicas cíclicas de aproximadamente 24 horas, o ciclo sono-vigília. Esse ritmo é controlado pelo sistema nervoso central e sofre a influência de fatores ambientais (luz, temperatura) e sociais (higiene do sono).

As doenças e os distúrbios do sono, como apneia obstrutiva do sono, desordens de comportamento do sono REM, desordens de ritmo circadiano e insônia estão relacionadas a alteração de memória, doenças neurodegenerativas e aumento da mortalidade cardiovascular.

Participe do Grupo: vivabemuol.abraz.org.br

Dra. Carla Núbia Borges

Médica geriatra
Mestre em  Ciências da Saúde
Diretora Científica da Associação Brasileira de Alzheimer
Professora do curso de medicina da UNICAP
Membro da Câmara técnica de Geriatria  do CREMEPE
Diretora médica do Geriatrie e Geriatria no Lar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *